Olhar Diverso por Raquel Ramos Machado

|
13 - maio 2012
por raquelrmachado na categoria Afeto, Arte, Nossas Conversas

maternidade – obra impressionista de Mary Cassatt

Sempre ficava impressionada com essa frase da minha mãe: eu te amo de qualquer jeito. Parecia meio exagerada. Até que eu decidi ser mãe. Decidi, com desejo na alma, no ventre, no coração. E vi: amo meus filhos de qualquer jeito.

Eu não os tive porque queria alguém para me dar amor, eu os tive porque queria amar mais. E apesar de muitas vezes me ver no papel de quem tem algo a ensinar, eles é que me ensinam, renovando-me com questionamentos e novos gostos.

Nesse fluxo, alinhavo melhor a ternura que veio, vem e virá, unindo as pontas do amor em gerações.

Amor de mãe é mesmo o maior que há.

          (0) votos.
Posts
 
Outubro
D S T Q Q S S
« jul    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  
Tags